Confira orientações para ficar sempre seguro

Descubra como se proteger ao movimentar sua conta na internet.

Fique atento

Contar com o internet banking do Sicoob é ter à disposição uma ferramenta moderna e segura para cuidar do seu dinheiro. Ainda assim, você deve seguir algumas dicas na hora de movimentar sua conta na internet.
  • Ao acessar o Internet banking - https://ib.sicoobnet.com.br/inetbank/login.jsp - um cadeado fechado aparecerá após você digitar cooperativa e conta, ao lado da URL. Ele indica que temos um certificado para garantir um acesso seguro. Fique de olho: caso não apareça, cancele imediatamente a operação.
  • A senha de efetivação ou QR Code são utilizados apenas para concluir transações financeiras solicitadas por você.
  • A senha de efetivação e o QR Code não são solicitados para atualizações de segurança ou instalações de arquivos.
  • O Sicoob não solicita atualizações de programas por e-mail, celular, SMS ou internet.
  • Ao realizar uma transação via QR Code, confira no visor do seu celular se os dados batem com as informações apresentadas no computador.
  • Sempre verifique a data de seu último acesso. Caso note alguma irregularidade, ligue imediatamente para a Central de Atendimento.

Cadastro de Computadores

Quer movimentar sua conta? Primeiro, você precisa cadastrar seu computador. Isso é necessário, pois evita que terceiros consigam movimentá-la a partir de computadores não cadastrados, já que a funcionalidade identifica o computador do usuário a partir de informações da máquina.

Precisa de mais informações? Clique na opção Cadastramento de Computadores do seu internet banking.

Teclado Virtual

O teclado virtual é a maneira mais segura de usar o internet banking do Sicoob, pois aumenta a proteção contra diversos tipos de vírus, principalmente aqueles que monitoram a digitação do teclado.

Ao invés de digitar a sua senha no teclado do seu computador, você deverá utilizar o teclado virtual e, com o mouse, clicar nos números correspondentes a sua senha de acesso ao internet banking.

Para mais informações, acesse a opção Teclado virtual do seu internet banking.

Descubra como se proteger ao movimentar sua conta na internet.

Fique atento

Contar com o internet banking do Sicoob é ter à disposição uma ferramenta moderna e segura para cuidar do seu dinheiro. Ainda assim, você deve seguir algumas dicas na hora de movimentar sua conta na internet.
  • Ao acessar o Internet banking - https://ib.sicoobnet.com.br/inetbank/login.jsp - um cadeado fechado aparecerá após você digitar cooperativa e conta, ao lado da URL. Ele indica que temos um certificado para garantir um acesso seguro. Fique de olho: caso não apareça, cancele imediatamente a operação.
  • A senha de efetivação ou QR Code são utilizados apenas para concluir transações financeiras solicitadas por você.
  • A senha de efetivação e o QR Code não são solicitados para atualizações de segurança ou instalações de arquivos.
  • O Sicoob não solicita atualizações de programas por e-mail, celular, SMS ou internet.
  • Ao realizar uma transação via QR Code, confira no visor do seu celular se os dados batem com as informações apresentadas no computador.
  • Sempre verifique a data de seu último acesso. Caso note alguma irregularidade, ligue imediatamente para a Central de Atendimento.

Cadastro de Computadores

Quer movimentar sua conta? Primeiro, você precisa cadastrar seu computador. Isso é necessário, pois evita que terceiros consigam movimentá-la a partir de computadores não cadastrados, já que a funcionalidade identifica o computador do usuário a partir de informações da máquina.

Precisa de mais informações? Clique na opção Cadastramento de Computadores do seu internet banking.

Teclado Virtual

O teclado virtual é a maneira mais segura de usar o internet banking do Sicoob, pois aumenta a proteção contra diversos tipos de vírus, principalmente aqueles que monitoram a digitação do teclado.

Ao invés de digitar a sua senha no teclado do seu computador, você deverá utilizar o teclado virtual e, com o mouse, clicar nos números correspondentes a sua senha de acesso ao internet banking.

Para mais informações, acesse a opção Teclado virtual do seu internet banking.

Entenda os cuidados que você precisa ter com a nova funcionalidade.

Fique atento

Com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, suas informações têm ainda mais valor. Mesmo contando com o sistema de segurança do Banco Central e do próprio Sicoob, você também precisa tomar alguns cuidados para não ser enganado ao cadastrar, atualizar ou confirmar sua chave Pix.
  • Fraudadores podem entrar em contato se passando pelo Sicoob por meio do WhatsApp, ligação telefônica ou links de sites falsos recebidos por e-mail ou mensagem de texto. Para o suposto cadastramento da chave Pix, eles solicitam informações como sua senha, dados pessoais e da conta corrente.
  • Apesar de o Pix ser um serviço de conta corrente, o fraudador também pode solicitar dados de cartão de crédito. Nunca forneça senha nem dados como código CVV, número e validade em ligações ou mensagens que receber para cadastramento, atualização ou confirmação da chave Pix ou para qualquer outra finalidade.
  • Nunca faça transferências, TEDs, DOCs ou pagamentos em sua conta para fazer um teste para utilização do Pix.
  • Não solicitamos que acesse seus dispositivos remotamente para habilitar o Pix.
  • Na hora de realizar sua transação utilizando a Chave PIX, sempre confira os dados do “recebedor” da transação, seja pessoa ou estabelecimento.
  • Não acesse links encaminhados por e-mails, postagens em mídias sociais ou SMS provenientes de pessoas ou órgãos duvidosos. Sempre desconfie dos links que você recebe.
  • Confira antes o endereço do site em que você está inserindo os seus dados.
Lembre-se sempre que o cadastramento da Chave Pix é realizado pelo App Sicoob.

Tome alguns cuidados ao utilizar os terminais.

Fique atento

Para sua comodidade, o Sicoob disponibiliza caixas eletrônicos em milhares de pontos espalhados pelo Brasil. No entanto, por ficarem em locais de acesso público, é importante que você tome alguns cuidados ao utilizar esses terminais.
  • Nunca aceite ajuda de estranhos, não permita que se aproximem quando estiver utilizando um caixa eletrônico.
  • Sempre proteja o que está́ digitando para que ninguém veja.
  • Após utilizar o caixa eletrônico, confira se o cartão que está guardando é o seu para não cair no golpe da troca do cartão. Geralmente, a troca por outro cartão ocorre quando lhe oferecem ajuda, ou esbarrando em você propositalmente para que seu cartão caia e o fraudador consiga rapidamente trocá-lo por outro.
  • Nunca forneça a senha do cartão a estranhos. Pessoas mal-intencionadas podem oferecer ajuda ou puxar conversar quando você estiver utilizando a sala de autoatendimento.
  • Nunca aceite propostas, como a transferência de valores para sua conta, tampouco o uso da sua conta por terceiros para transações que não são de seu interesse.
  • No caixa eletrônico nunca filme, fotografe ou envie o QR Code para alguém, e jamais faça videochamadas exibindo a tela do caixa.
  • Sempre clique em “sair” pois uma das tentativas de golpe acontece quando alguém pede para você voltar ao caixa eletrônico dizendo que sua sessão não foi encerrada. Nesse momento, o fraudador pede que você insira novamente sua senha no teclado físico ou mesmo em uma tela aberta por ele, onde a senha aparece em texto claro, em vez de asteriscos. Para evitar essa cilada, ao terminar de fazer suas operações, sempre aperte a tecla "Sair". Ao deixar o caixa eletrônico, se alguém pedir para você voltar, não volte.
  • Quando for fazer saques ou depósitos em caixas eletrônicos ou agências, fique atento às pessoas que estão ao redor. Criminosos costumam observar os clientes para identificar aqueles que efetuam retiradas elevadas nos guichês ou terminais de autoatendimento. Ao sair da agência, você pode ser seguido e abordado por um deles, que exigirá a entrega do dinheiro. Algumas vezes, eles sabem até dizer o valor que sacou e o local onde você guardou o dinheiro. Esse crime é conhecido como “golpe da saidinha”.
  • À noite, redobre o cuidado e evite usar os caixas de autoatendimento. Nesse período, a circulação de pessoas diminui e você fica mais exposto a riscos.

Aprenda a identificar boletos fraudulentos.

Fique atento

Fique por dentro dos pontos de atenção que devem ser observados ao realizar o pagamento de um boleto. Para te ajudar a se prevenir contra fraudes, o Sicoob preparou uma lista com os cuidados necessários.
  • Quando receber um boleto para pagamento de forma não usual, ou seja, de forma diferente da que costumeiramente o recebe de seu fornecedor, desconfie! Confirme junto ao beneficiário a legitimidade do documento antes de efetuar o pagamento.
  • Nunca emita segunda via de boleto em site que não seja o da instituição financeira emissora do boleto. Você provavelmente emitirá um documento fraudado que não quitará sua dívida com o beneficiário.
  • Confira sempre se a logomarca da instituição financeira emissora do boleto corresponde ao seu número junto ao Banco Central do Brasil, que são os três primeiros números da linha digitável. Por exemplo, o Sicoob possui o número 756, logo, um boleto com a logomarca do Sicoob e que a linha digitável não começa com 756 é um boleto fraudado.
  • Desconfie sempre de descontos concedidos com o envio de uma segunda via de boleto.
  • Entre em acordo com o beneficiário do boleto quanto o canal de comunicação pelo qual os boletos serão costumeiramente enviados.
  • Se for pagar documentos relacionados a contas de convênios, por exemplo, água, luz, telefone, faturas de TV por assinatura e Internet, faturas de operadoras de telefonia celular; verifique se a linha digitável inicia com o dígito 8, do contrário, não pague o documento.
  • Para maiores esclarecimentos consulte nossa CARTILHA DE PREVENÇÃO A FRAUDES EM BOLETOS.

Previna-se contra golpes, no débito ou no crédito.

Fique atento

A gente sabe que o Sicoobcard é sinônimo de praticidade. No entanto, golpes e tentativas de fraudes envolvendo cartões são mais frequentes do que pensamos. Por isso, a prevenção é essencial.
  • O Sicoob não envia motoboys ou funcionários à sua residência para retirar cartões destruídos. Se alguém ou alguma empresa se oferecer para isso, cuidado, pode ser golpe.
  • Não perca seu cartão de vista, mantenha-o com você e aguarde a chegada da maquininha ou acompanhe a pessoa até ela.
  • Ao efetuar uma transação, observe se o cartão devolvido é o mesmo entregue ao funcionário do estabelecimento e confira seu nome. Isso evita que seu cartão seja trocado.
  • Não empreste seu cartão a outras pessoas, seu cartão é pessoal e intransferível.
  • Não informe o número do seu cartão em sites desconhecidos, ou links recebidos por e-mail ou SMS.
  • Não empreste o cartão ou forneça seus dados (número, código de segurança, validade e senha) a outras pessoas.
  • Sempre confira o extrato de conta corrente e/ou fatura pela internet e, caso tenha alguma despesa que não reconheça, mantenha contato imediatamente com a central de atendimento ou com a sua cooperativa.
  • Guarde o comprovante de venda. Esse documento comprova que a sua compra foi aprovada. Confira-os mensalmente juntamente com o extrato de conta corrente e/ou fatura, isso ajuda a se recordar das compras que efetuou.
  • Mantenha os telefones e demais dados cadastrais atualizados, especialmente o número do celular, pois esse é importante para o recebimento de SMS ou contato da área de prevenção e segurança.
  • Ao receber um SMS informando sobre uma transação, caso a desconheça, faça contato imediatamente com a central de atendimento ou cooperativa, evitando que novas transações indevidas sejam realizadas.
  • Em caso de perda ou roubo do cartão, comunique imediatamente a central de atendimento ou cooperativa para evitar que o seu cartão seja usado indevidamente.
  • Não guarde o cartão e a senha juntos, pois em caso de perda ou roubo, quem tiver acesso poderá utilizar o cartão indevidamente.
  • Caso necessário, ao efetuar um saque, aceite apenas a ajuda de pessoas conhecidas ou de um funcionário da cooperativa identificado pelo crachá.
  • Não se ausente do terminal até que o saque seja concluído.
  • Caso o cartão fique retido no terminal, solicite a ajuda de um funcionário da cooperativa, sem desviar a atenção do terminal de saque.

Saiba como identificar mensagens maliciosas.

Fique atento

Para manter a relação com nossos cooperados sempre próxima, enviamos e-mails sobre promoções e benefícios, mas nunca solicitamos a realização de transações, dados pessoais, bancários ou senhas.
  • Desconfie de e-mails com erros de português, links com ofertas imperdíveis, imagens de celebridades ou e de remetentes desconhecidos. Não clique no link e apague o e-mail.
  • Caso receba qualquer mensagem em nome do Sicoob que contenha links ou anexos, encaminhe para denunciefraude@sicoob.com.br e os apague. Não clique nos links ou anexos existentes nestes e-mails, pois podem conter vírus.
  • Desconfie de e-mails que solicitam o cadastramento ou atualização de suas informações. Nesses casos, contate a empresa solicitante ou acesse o site oficial para confirmação.

Aprenda a não entrar em roubadas.

Fique por dentro

Na hora de fazer compras, on-line ou não, é importante ser cuidadoso e adotar atitudes mais seguras para fugir de fraudes e reduzir os riscos de cair em roubadas.
  • Recomendamos pesquisar a empresa responsável antes de concretizar sua compra. Observe se há Canais de Atendimento em caso de troca ou reclamação, leia comentários sobre os serviços prestados e se existem políticas de segurança.
  • Faça compras em computadores seguros. Se o computador for público, evite comprar e informar suas senhas.
  • Só forneça dados do cartão ou dados pessoais após certificar-se da origem e idoneidade do solicitante.
  • Ao digitar seus dados, observe se a url começa com https:// e se aparece um cadeado fechado ao lado, identificando que o ambiente é seguro.
  • Ofertas e promoções imperdíveis são golpes comuns na Internet. Para não correr riscos, descarte as mensagens imediatamente.
  • Confira sempre o valor da sua compra e se a sua senha aparece como asteriscos no visor.
  • Os recibos do seu cartão possuem informações pessoais. Por isso, destrua todos antes de jogá-los no lixo.

Curta as amizades, mas evite os fraudadores.

Fique por dentro

O número de pessoas que usa as redes sociais só aumenta a cada ano. Por isso, os criminosos virtuais enxergam nessas plataformas uma grande chance de aplicar diferentes golpes.
  • Evite clicar ou compartilhar links de promoções imperdíveis e notícias do tipo: "Você não vai acreditar no que aconteceu" e "Ninguém previa o que estava por vir". Elas podem instalar vírus e outras ameaças que deixarão suas informações vulneráveis.
  • Para não colocar a sua segurança em risco, não revele informações pessoais, como endereço, telefone e e-mail. Você pode atrair pessoas mal-intencionadas e até criminosos.
  • Se receber uma mensagem estranha de algum amigo, confirme se realmente foi enviada por ele. Caso contrário, não clique em nada e delete imediatamente.
  • Não permita que o site salve as suas senhas e sempre dê logout antes de sair do computador ou celular. Assim, você impede o acesso de outras pessoas à sua conta.
  • Alguns aplicativos criados para redes sociais podem ser usados como armadilhas para extrair informações. Pesquise sempre a procedência e o que dizem sobre o app antes de autorizá-lo no seu perfil.

Proteja essas informações para não sair no prejuízo.

Fique por dentro

Sua senha é só sua: é ela que garante o acesso seguro à sua conta. Por isso, é muito importante seguir algumas dicas e recomendações para criar senhas fortes e mantê-las protegidas.
  • Sua senha é pessoal, inequívoca e intransferível. Jamais revele sua senha a terceiros, nem mesmo para um empregado do Sicoob ou para alguém de sua confiança.
  • Ninguém está autorizado a solicitar sua senha em nome do Sicoob.
  • Quando estiver digitando sua senha, verifique se não há alguém observando sua digitação.
  • Memorize sua senha, não a anote em papel, nem a deixe armazenada em seu computador, celular ou dispositivos móveis de armazenamento.
  • Ao criar uma senha, não utilize em sua composição, data de nascimento, telefones, números de documentos, placa de automóvel ou sequências de teclas do computador (exemplo: “123456”, “qwerty”, “asdfghjkl” etc.). Combine números, símbolos e letras maiúsculas e minúscula.
  • Não digite suas senhas em sites desconhecidos, ou em páginas abertas através de links recebidos por e-mail, SMS ou Whatsapp.
  • Acesse o site do Sicoob digitando no navegador o endereço oficial www.sicoob.com.br.
  • Altere regularmente suas senhas. Se suspeitar que sua senha foi comprometida, troque-a imediatamente.
  • Não reutilize senhas antigas.

Cuidados em ligações para evitar golpes.

Fique por dentro

Utilizar o celular para realizar consultas e transações bancárias já faz parte do nosso dia a dia, mas é preciso tomar alguns cuidados para garantir a proteção dos seus dados e acessos.
  • Nunca forneça seus dados pessoais e bancários como senhas, códigos, números de cartão por meio de ligação. Caso receba alguma ligação suspeita em nome do Sicoob, entre em contato com a sua cooperativa de relacionamento.
  • Jamais empreste seu telefone celular para pessoas desconhecidas. Mesmo com senhas de acesso, seus dados podem ficar armazenados, facilitando o acesso indevido.
  • Da mesma forma, nunca use celulares de terceiros para acessar a sua conta.
  • Existem vírus para celulares. Baixe um antivírus adequado para seu celular.
  • Quando usar serviços via telefone, seja discreto ao confirmar seus dados cadastrais. Isso impede que suas informações sejam ouvidas e usadas por pessoas mal-intencionadas.
  • Muito cuidado ao receber ou fazer ligações para centrais de atendimento. Números falsos são espalhados pela Internet, ou enviados por SMS, e-mail e redes sociais.
  • Contate o Sicoob somente dos números do site oficial www.sicoob.com.br.
  • Tenha cuidado com ligações recebidas. O Sicoob não liga para cooperados solicitando senhas, número de cartão e dados pessoais e bancários.

Descubra como navegar em segurança.

Fique por dentro

Quando você sai de casa, provavelmente toma cuidados para se proteger de assaltos e outros perigos. Na internet, é igualmente importante colocar em prática alguns procedimentos de segurança.
  • Mantenha todos os navegadores atualizados, pois as versões atuais contêm mecanismos de segurança mais aprimorados.
  • Mantenha o antivírus atualizado e adquira apenas software originais. Faça sempre uma varredura em arquivos baixados e anexos recebidos por e-mail.
  • Não acesse o site do Sicoob através de links recebidos por e-mail, SMS ou redes sociais. Sempre digite o endereço www.sicoob.com.br no seu navegador. Observe se o endereço começa com https:// e se há um cadeado ao lado; isto significa que suas informações estão protegidas.
  • Não realize consultas ou transações financeiras em computadores públicos, principalmente em lan houses e cyber cafés.

Aprenda a cuidar bem dos seus talões.

Fique por dentro

Fraudes com cheques provocam prejuízo financeiro e muita dor de cabeça. Folhas de cheques são documentos pessoais e, como tal, devem ser tratados com cuidados especiais para que você não pague a conta.
  • Em caso de roubo, furto ou extravio entre em contato com sua cooperativa de relacionamento para efetuar o bloqueio provisório das folhas.
  • Guarde as folhas de cheque em local seguro e fora do acesso de outras pessoas.
  • Evite emprestar suas folhas de cheques para outras pessoas.
  • Ao emitir um cheque, tome o cuidado de cruzá-lo e colocar o nome do beneficiário.
  • Inutilize os talões/folhas de cheques de contas encerradas.
  • Mantenha seu cadastro atualizado para possibilitar agilidade no contato e confirmação das informações em caso de dúvidas.
  • Acompanhe regularmente seu extrato e os cheques debitados.
  • Não permita que outras pessoas preencham seu cheque.
  • Utilize sua própria caneta com tinta azul ou preta. Tome cuidado com canetas oferecidas por outras pessoas.
  • Evite receber cheques de terceiros e não os aceite se possuírem rasuras, borrões e aspecto envelhecido.

Conheça os termos e os respectivos significados sobre a segurança da informação.

Fique atento

  • Antivírus: são programas ou softwares que detectam a presença de vírus e outras "pragas virtuais" em computadores e os elimina. Têm como maior objetivo garantir a integridade de suas informações.
  • Autoridade certificadora (AC): é a instituição responsável pela emissão de certificados digitais, viabilizando transações seguras e confiáveis pela Internet.
  • Anti-SPAM: dispositivo que filtra as mensagens recebidas sem prévia autorização, normalmente oferecido pelos provedores de acesso à Internet.
  • Banda Larga: serviço que possibilita ao usuário conexão permanente à Internet com alta velocidade, bem superior às utilizadas em linhas discadas.
  • Banner: é um dos formatos de propaganda utilizada na Internet, podendo conter animação ou não, imagens e textos. Geralmente, contém links para página com mais informações sobre a mensagem apresentada.
  • Browser (Navegador): programa utilizado para navegação na Internet, como o Internet Explorer e o Mozilla Firefox.
  • Criptografia: a palavra criptografia vem do grego kryptós, "escondido", e gráphein, "escrever". É a técnica de codificar uma informação de forma que somente o emissor e o receptor possam entendê-la, evitando que um intruso consiga interpretá-la, caso seja interceptada.
  • Cavalo de tróia: são programas que capturam informações confidenciais do seu computador. Geralmente, vêm camuflados em e-mails, cartões virtuais, jogos, protetores de telas etc. Esses programas além de poder destruir um sistema, podem roubar senhas e registrar em arquivo todas as teclas que você digitar no seu computador, enviando essas informações para pessoas não-autorizadas. Para se prevenir, é importante que você tenha instalado em seu computador um Firewall, um bom antivírus e não abra e-mails de origem desconhecida, principalmente arquivos anexos que contenham extensões do tipo, .exe, .pif, .cmd, .com, .vbs ou .scr.
  • Comércio eletrônico: é a venda de produtos e serviços feita exclusivamente pela Internet.
  • Conexão segura: conexão que utiliza um protocolo de criptografia para a transmissão de dados. Previne que seus dados sejam interpretados caso sejam capturados durante a sua conexão com a Internet. A identificação de páginas seguras aparece no navegador como https:// e com um cadeado fechado na barra inferior.
  • Chat: serviço que permite enviar e receber mensagens pela Internet. Em inglês significa conversa. Na Internet é muito conhecido como "salas de bate-papo", diálogos eletrônicos entre duas ou mais pessoas.
  • Cookies: são pequenos arquivos gravados temporariamente em seu computador durante uma visita a um site. São esses arquivos que possibilitam que os sites enviem informações ao navegador e permitem que o computador reconheça páginas já visitadas. É isto que permite, por exemplo, que alguns sites saibam quantas vezes você o visitou.
  • Cracker: termo usado para designar pessoas que invadem sistemas e computadores alheios com a intenção roubar dados, causar danos, desconfigurar páginas de sites etc. A palavra cracker, vem do verbo em inglês "to crack", que significa quebrar.
  • Ciberespaço (Cyberspace): expressão que simboliza o mundo virtual das redes de computadores, onde circulam as informações.
  • Clonagem: em informática, é a cópia de algum produto (software) ou documento, podendo ser legal ou ilegal. Na Internet, a "clonagem ilegal" ocorre quando uma pessoa mal-intencionada copia uma página ou um site com o intuito de confundir o usuário para induzi-lo a fornecer suas informações confidenciais. Para que uma cópia (clonagem) seja considerada legal é preciso à autorização do(s) autor(es), de acordo com a lei do direito autoral.
  • Corrente: é o nome dado a e-mails que se propagam pela Internet. Geralmente esses e-mails são decorrentes de SPAMs (mensagens eletrônicas enviadas sem a autorização do usuário) e podem estar associados à tentativa de espalhar por e-mail vírus ou outras pragas digitais.
  • Cadeado de segurança: figura que demonstra se a página acessada é segura e possui certificado SSL (Security Socket Layer), protocolo que garante a transmissão de dados protegidos por criptografia.
  • Download: "descarregar" ou "baixar" arquivos de um site para um computador pessoal. É possível fazer downloads de filmes, músicas, jogos, fotos, programas, dentre outros.
  • DoS (Denial Of Service): também denominados "Ataques de Negação de Serviço". Consistem em tentativas de sobrecarregar sistemas de sites a ponto de usuários legítimos não conseguirem utilizar o serviço.
  • DNS: Sigla de Domain Name Server, servidor de nomes de domínio. Funciona como um catálogo de endereços numéricos da Internet para que um site possa ser localizado.
  • Domínio (Domain): é a identidade digital de uma empresa, marca, produto etc. na Internet. Geralmente vem logo após o www. e são compostos por nome da empresa ou da instituição, tipo (.com, .org etc) e país de origem (.br, .es etc.).
  • Domínio (Domain): é a identidade digital de uma empresa, marca, produto etc. na Internet. Geralmente vem logo após o www. e são compostos por nome da empresa ou da instituição, tipo (.com, .org etc) e país de origem (.br, .es etc.).
  • Download: termo utilizado para transferir ou copiar arquivos de um servidor na Internet diretamente para seu computador.
  • E-commerce: é a venda de produtos e serviços feita exclusivamente pela Internet.
  • Endereço de IP: endereço numérico de um computador na Internet.
  • Engenharia social: consiste numa série de técnicas utilizadas por pessoas mal-intencionadas que se passam por outras pessoas para obter informações sigilosas de usuários, como senhas, número de cartão de crédito etc. Dentre essas técnicas, podemos destacar as mais usadas na Internet: o scam e o phishing.
  • E-mail falso: tipo de artifício usado por fraudadores para capturar informações confidenciais do usuário como nº. da conta corrente, senha etc ou para tentar fazer o usuário instalar um programa espião em seu computador.
  • Firewall: dispositivo de segurança que controla todo o tráfego de dados entre seu computador e a Internet, evitando a saída e a entrada de informações não-autorizadas em suas regras. Em português, a expressão significa parede de fogo.
  • FTP (File Transfer Protocol): protocolo de transferência de arquivos pela Internet.
  • Internet Banking (SicoobNet): é o seu banco virtual, ou seja, você pode utilizar os serviços do banco, como consultar extratos, saldo, pagar contas ou fazer transferência, fora do horário de atendimento ou em qualquer lugar onde haja acesso à Internet.
  • HTML: do Inglês HyperText Markup Language. Linguagem utilizada para produzir páginas na Internet.
  • HTTP: do Inglês HyperText Transfer Protocol (Protocolo de Transferência de Hipertexto). Protocolo que permite ao usuário utilizar a Internet por meio de um servidor WEB.
  • HTTPS: protocolo que permite utilizar a Internet por meio de um servidor WEB com mecanismos de segurança, geralmente o SSL (Secure Socket Layer), que garantem a confidencialidade das informações transitadas.
  • Hacker: o termo usado para designar pessoas que acessam informações, dados de computadores etc. sem a devida autorização.
  • IP Address (Endereço IP): endereço numérico de um computador na Internet.
  • Internet Protocol (IP): tecnologia que permite a comunicação padronizada entre computadores, mesmo que estes sejam de plataformas diferentes.
  • Keylogger: programa que captura tudo o que é digitado no teclado.
  • Link: na internet, é um ponto de um site que, ao ser clicado, leva o usuário a outro local na própria página ou direciona o usuário para outro site. Pode ser externo, quando direciona o usuário para páginas externas ou, interno, ou seja, dentro do mesmo site.
  • Loja virtual: é um site de uma loja específica, que permite a comercialização de produtos ou serviços na Internet, oferecendo a descrição dos itens, formas de pagamento e condições de envio.
  • Modem: dispositivo que permite o envio e o recebimento de dados utilizando linhas telefônicas.
  • Malwares: do Inglês Malicious software (software malicioso). Termo genérico que designa programas nocivos em um computador como vírus e cavalos-de-tróia (trojan horses).
  • Número IP: endereço numérico de um computador na Internet.
  • Navegador de internet: é um programa que permite o usuário acessar e conhecer páginas de um ou mais sites.
  • Opt-in: é a autorização dada pelo usuário para o recebimento de mensagens digitais como boletins, newsletters, avisos etc.
  • Opt-out: é a recusa do usuário quanto ao recebimento de mensagens eletrônicas.
  • On-line: termo que significa estar conectado a outro computador em "tempo real".
  • Off-line: termo que significa não estar conectado à Internet ou a um outro computador.
  • Política de Privacidade: tem como objetivo deixar claro o compromisso do site visitado em relação à proteção e a garantia de sigilo de suas informações pessoais que serão solicitadas, e de como serão utilizadas.
  • Programas de computador ou programa informático: é uma série de instruções a serem executadas por um computador.
  • Programas de mensagens instantâneas (Redes sociais, MSN, iChat, Google Talk, Skype): ão programas que possibilitam envio e o recebimento de mensagens de texto, de figuras ou imagens animadas, documentos diversos, conversação em áudio e vídeo, em tempo real.
  • Rodapé: é o espaço onde são postadas informações úteis ao usuário, e está localizado ao fim da página de um site.
  • Roteador: é um adaptador, com ou sem fio, usado para conectar uma rede local à rede da internet. Para que pessoas indesejáveis não usem a sua rede de internet, o roteador permite que o usuário crie uma senha pessoal. Dessa forma, somente pessoas possuidoras da senha poderão acessá-la.
  • Password: código utilizado para restringir o acesso às informações, dados, sistemas etc. Esse, geralmente, é de conhecimento específico do usuário que o utiliza.
  • Phishing: um tipo de artifício usado pelos crackers para enganar usuários de Internet, induzindo-os a fornecer dados em páginas fraudulentas na Internet, criadas para capturar informações.
  • Proxy: servidor que recebe e faz requisições de computadores ligados à rede, atuando como intermediário entre o usuário e outro servidor.
  • Page Views: quantidade de visitas recebidas por uma página.
  • Provedor de Acesso: empresa ou instituição que oferece conexão a Internet.
  • Protocolo SSL (Secure Sockets Layer): protocolo que utiliza recursos de criptografia para viabilizar a transferência segura de informações entre o seu navegador e o site.
  • Rede: sistema de computadores interligados por algum meio de comunicação e que usam o mesmo protocolo.
  • Refresh: é a atualização ou recarga de uma página na Internet.
  • Resolução: é a densidade de pontos que formam uma imagem. Quanto maior a quantidade de pontos, maior e melhor é a resolução.
  • Setup (.exe): é o programa responsável por toda a configuração de um computador.
  • Site (sítio): conjunto de páginas na Internet, identificado por um nome de domínio específico, que reúne informações de uma empresa ou instituição, de pessoas etc.
  • SMS (Short Message Service): tecnologia utilizada em telefonia celular para a transmissão de pequenas mensagens.
  • SPAM: termo utilizado para se referir ao envio de e-mails a várias pessoas, sem a devida solicitação. Também utilizado para se referir a um e-mail recebido, mas não solicitado.
  • SSL: do Inglês Secure Sockets Layer. Protocolo que utiliza recursos de criptografia para viabilizar a transferência segura de informações entre o seu navegador e o site.
  • Scam (E-mails falsos): tipo de artifício usado por fraudadores para levar o usuário a baixar um malware no seu computador.
  • Scroll: mecanismo na página que permite a rolagem da tela.
  • Servidor: é um computador com maior capacidade de memória e de armazenamento de dados, usado para gerenciar informações (dados, softwares, aplicativos, sistemas etc.) entre os outros computadores conectados em rede.
  • Trojan horse (cavalo-de-tróia): são programas que capturam informações confidenciais do seu computador. Geralmente, vêm camuflados em e-mails, cartões virtuais, jogos, protetores de telas etc. Esses programas além de destruir um sistema, podem roubar senhas e registrar em arquivo todas as teclas que você digitar no seu computador, enviando posteriormente essas informações para pessoas mal-intencionadas. Para prevenir-se, é importante que você tenha instalado em seu computador um Firewall, um bom antivírus e não abrir e-mails de origem desconhecida, principalmente arquivos anexos que contenham extensões do tipo, .exe, .pif, .cmd, .com, .vbs ou .scr.
  • TCP/IP (Transfer Control Protocol/Internet Protocol): protocolo padrão para comunicação na Internet. O TCP controla o envio de pacotes de informação de um computador para outro, enquanto o IP permite que o pacote seja passado de computador para computador, até o destino final.
  • Time-out (Tempo de Sessão): uma segurança adicional disponibilizada pelos sites. Após alguns minutos de inatividade em áreas seguras do site, o sistema faz a desconexão automaticamente.
  • Teclado Virtual: ferramenta que possibilita que os dados sejam digitados com o auxílio do mouse e não do teclado convencional.
  • URL (Universal Resource Locator): endereço de uma página na Internet.
  • Update: atualização de programas já instalados.
  • Upgrade: atualização de quaisquer componentes de hardware ou software.
  • Upload: envio de arquivos a partir de um computador.
  • Wireless ou Wi-Fi ((Wireless Fidelity): é uma rede sem fio, que permite o acesso à internet sem a necessidade do uso de cabos. Geralmente usados em locais fechados, como shopping, aeroportos, residências e lojas, esse serviço permite ao usuário utilizar a rede em qualquer ponto, dentro dos limites de alcance da transmissão, desde que o usuário possua a senha para o acesso.
  • Vírus: programas ou arquivos criados para danificar ou destruir informações em computadores.
  • Vacina: recurso disponível nos programas de antivírus que identificam e eliminam o vírus do computador.
  • WAP (Wireless Application Protocol): protocolo que possibilita acesso à Internet por meio de celulares ou outros dispositivos móveis

Principais Dúvidas

Sim, porém, para cada conta deverá ser efetuado cadastramento específico.

  • Cadastre sua senha de acesso (8 dígitos) em qualquer cooperativa do Sicoob.
  • A partir do site www.sicoob.com.br, informe os números de sua cooperativa e conta corrente e clique OK para continuar.
  • Na tela que apresenta o teclado virtual, digite sua senha de 8 dígitos.

Pronto. Você já está no Internet Banking do Sicoob.

1º passo: acesse sua conta pelo Internet Banking do Sicoob e acesse qualquer transação financeira. É considerada transação financeira toda operação que altere o saldo da conta, por exemplo, pagamento de títulos, transferência entre contas, resgate de poupança, etc. O cadastro pode ser iniciado através do menu "Outras Opções > Computadores > Gerenciamento de Computadores".

Siga os passos indicados, e anote o Código de Liberação que será apresentado ao final em seu computador (Código de Liberação é um número de 4 dígitos).

2º passo: agora, basta liberar o seu computador informando o Código de Liberação em outro canal de atendimento de sua escolha, que pode ser:

  • Em um caixa eletrônico do Sicoob: acessando o menu, clique em "Outras opções > Liberar / Bloquear Computadores > SicoobNet Pessoal";
  • Em sua cooperativa do Sicoob.

Ao concluir o "2º passo", seu computador estará cadastrado e liberado para realizar transações financeiras (pagamentos e transferências) pela Internet.

O cadastramento de computadores é obrigatório para efetuar as transações financeiras (pagamentos e transferências).

No acesso por meio de computadores não cadastrados e liberados, só será possível a execução de transações de consulta (saldos e extratos).

Primeiramente verifique se foi realizada alguma alteração de componentes no computador recentemente (como troca de placa mãe e HD, por exemplo). Caso tenha feito alguma alteração dessa natureza, provavelmente será necessário cadastrar novamente seu computador.

Caso não tenha sido realizada qualquer alteração contate a Central de Atendimento do Sicoob (0800 642 0000) para buscar mais informações.

Sabemos da importância de ficar em casa neste momento, por isso recomendamos que, na medida do possível, você utilize o cartão de crédito ou débito. Caso seja necessário ir à agência, procure não encostar nos vidros ou barras e jamais leve as mãos à boca ou rosto enquanto estiver no local. Lembre-se de higienizar as mãos e o cartão após o saque. Recomendamos, ainda, que o cooperado opte pelo saque digital*, a fim de diminuir o tempo de exposição na agência.

*Para realizar o saque digital, basta entrar no App Sicoob e seguir os seguintes passos:

  • 1- Selecione a opção Saque Digital, na tela inicial do App Sicoob
  • 2- Faça o login em sua conta
  • 3- Digite o valor que você deseja sacar e a sua senha de 4 dígitos
  • 4- Dirija-se a um caixa eletrônico do Sicoob e selecione nele a opção Saque Digital.
  • 5- Leia o QR Code exibido na tela com a câmera do seu celular e pronto: dinheiro na mão!

Você pode sacar até R$ 2 mil por vez, respeitando o limite diário individual da conta corrente.

Sua dúvida não apareceu aqui?