null Pesquisadores querem fortalecimento das cooperativas nas universidades

Conteúdo:

Márcio Freitas: objetivo é fortalecer as relações e estimular as pesquisas

Quando o assunto é aliar teoria e prática, o Encontro Brasileiro de Pesquisadores em Cooperativismo (EBPC) é um bom exemplo de como unir esses dois vieses de uma mesma força. É por isso que o Sistema OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) realiza, a cada dois anos, esse evento nacional, com parcerias essenciais para o desenvolvimento das pesquisas acadêmicas no Brasil.

Durante a abertura da sexta edição do EBPC, que ocorreu pela primeira vez junto com o 59º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (Sober) o presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, discorreu sobre o objetivo dos eventos: incentivar a pesquisa por parte das instituições de ensino e desenvolver as cooperativas, fortalecendo a relação entre esses dois setores.

“Nós sabemos que o cooperativismo é um campo bem vasto para a pesquisa e que as instituições de ensino contribuem fortemente com a produção científica daquilo que é feito na prática pelas cooperativas. Nosso objetivo, claro, é fortalecer cada vez mais essa relação, estreitando os lados, estimulado as pesquisas e realizando ações como o EBPC, a fim de que o Brasil ganhe com os resultados dessa união prático-teórica”, disse Márcio Freitas.

Pery Francisco Assis Shikida, presidente da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural agradeceu à OCB pela parceria e disse que a pandemia que alterou os comportamentos no mundo também estimulou a realização de um evento virtual, mas não menos cheio de emoções. Ele também destacou a relevância do trabalho de todas as equipes e comissões que estiveram à frente das atividades para que o evento pudesse acontecer e, ao desejar que o próximo encontro ocorra em condições presenciais, encerrou seu discurso enaltecendo a ciência.

A programação do evento foi composta pelo debate e apresentações de mais de 500 trabalhos científicos, em painéis nacionais e internacionais, sessões organizadas para projetos de pesquisa, reuniões de grupos de pesquisa, lançamento de livros e premiações.

Toda a programação envolveu os seguintes eixos temáticos: Governança, Gestão e Inovação; Impactos Econômicos, Sociais e Ambientais; Identidade e Cenário Jurídico; Educação e Aprendizagem; e Capital, Finanças e Desempenho.

Fonte: OCB – Assessoria de Imprensa.

Imagem: