null Empréstimo: contratar ou não contratar, eis a questão

26/10/2021 10:20

Em geral, duas situações podem levar uma pessoa ou empresa a pensar que a melhor solução é buscar empréstimo: dificuldades financeiras ou a realização de um sonho ou investimento. No entanto, é preciso avaliar bem se essa saída é indicada, além de estar seguro antes da decisão. Se usado com planejamento e cuidado, aquele que costuma bancar o vilão também pode ser favorável às finanças.  

Um conhecido mantra sobre dinheiro diz que não se deve pegar empréstimo. Que devemos evitar o quanto puder esse tipo de transação. Mas nem tudo é preto no branco. Existem momentos específicos em que o crédito pode ser bem-vindo, desde que seja tomado com muito cuidado, avaliando-se detalhadamente as taxas e condições de pagamento. 

Tomar empréstimo não é ideal, é verdade, mas também está longe de ser o fim do mundo. Na verdade, ele pode até trazer vantagens se usado para financiar negócios e projetos, reduzir custos a longo prazo e até mesmo trocar dívidas caras por mais baratas. 

 

Quando sim, e quando não 

Trocar de carro, liquidar uma dívida, reformar a casa, comprar um equipamento novo para a empresa, pagar uma despesa médica inesperada… existem várias situações em que pedir um empréstimo parece uma boa ideia. E, às vezes, é mesmo, desde que valha realmente a pena. Por isso, alguns fatores devem ser levados em consideração. 

Um empréstimo vantajoso pode permitir que você adquira um bem valioso ao qual não teria acesso se precisasse pagar à vista. Mas antes é preciso pesar qual é o real benefício que aquela compra trará a longo prazo. A reforma de um imóvel, por exemplo, é um dos motivos mais frequentes que levam os brasileiros a pedir empréstimos. Reforma, além de suprir um conforto pessoal, também ajuda a valorizar o seu bem. 

Da mesma maneira, é comum emprestar dinheiro para comprar um imóvel ou automóvel, pagar por um curso ou abrir um negócio. Todas essas razões podem ser consideradas “investimentos” para o futuro, mas cada caso é um caso e cada empréstimo, um empréstimo. Em qualquer circunstância, é essencial fazer um planejamento financeiro antes de contrair a dívida. 

Por outro lado, compra de roupas, sapatos, móveis e eletrônicos, assim como pagamentos de viagens, figuraram entre os motivos que levam os brasileiros a pedirem empréstimos. Naturalmente, diferentes pessoas valorizam diferentes coisas e isso não se discute. Mas vale a pena pensar muito bem antes de pedir um empréstimo para uma despesa não tão custosa ou essencial. Em muitos casos, vale mais a pena economizar por um período e gastar apenas quando tiver dinheiro suficiente guardado.