O Sicoob Mineiros

 

 

A ideia da criação da nossa cooperativa Sicoob Mineiros surgiu de um grupo de produtores rurais da região. Esses produtores buscavam a redução de despesas bancárias, mais facilidade de acesso ao crédito e a participação nos resultados (“sobras”).

No dia 17 de março de 1988 foi realizada a assembleia de constituição da “Cooperativa de Crédito Rural do Vale do Araguaia Ltda”, com a presença de 23 sócios fundadores e com o nome de fantasia de CREDICOMIVA. A Cooperativa iniciou suas atividades no dia 12 de maio de 1989. Posteriormente, teve seu nome de fantasia alterado para CREDIGOIÁS-MINEIROS, atualmente Sicoob Mineiros.

Em 7 de Outubro de 2009 a entidade foi transformada em cooperativa de livre admissão de associados, passando a denominar-se “Cooperativa de Crédito de Livre Admissão do Vale do Araguaia Ltda” – Sicoob Mineiros. Atualmente a cooperativa encerrou o exercício de 2019 com 4.938 associados, com agências em Mineiros (GO), Portelândia (GO) e Confresa (MT).

Buscamos ainda seguir o propósito de conectar pessoas para promover justiça financeira e prosperidade com a missão de buscar soluções e experiências inovadoras e sustentáveis por meio de cooperação.

Entre os benefícios em se associar ao Sicoob Mineiros está a assessoria personalizada; a distribuição de sobras (resultados) entre os associados; o direito a voto para decidir os rumos da sua cooperativa; taxas, tarifas e juros adequados ao perfil do associado; produtos do mercado desenvolvidos para atender as suas necessidades e compromisso com o futuro do associado.

Nossas ações também estão ligadas à Política Institucional de Responsabilidade Sociocultural. Tal política apresenta princípios e diretrizes que norteiam as ações socioambientais do Sicoob, tanto nos negócios, como na relação com as partes interessadas. Além disso, visa contribuir para a concretização do cooperativismo junto com o desenvolvimento sustentável. As ações socioambientais do Sicoob são produtos do empenho na prevenção e no gerenciamento de riscos em relação aos impactos socioambientais.

 

Seguimos os 7 princípios do cooperativismo:

1 – adesão livre e voluntária;

2 – gestão democrática;

3 – participação econômica;

4 – autonomia e independência;

5 – educação, formação e informação;

6 – intercooperação;

7 – interesse pela comunidade.

Tais diretrizes têm se destacado nos últimos anos por sua contribuição para a expansão do mercado de crédito no país. Crescendo a taxas maiores do que a média dos demais segmentos, sua participação no mercado tem aumentado de forma consistente, beneficiando principalmente as micro, pequenas e médias empresas, além das pessoas físicas e produtores rurais.